EXPEDIÇÃO MONTE RORAIMA 2017 PARTE IV

Viajar pela Amazônia e desfrutar de um dos Patrimônios Naturais mais importantes do planeta sempre foi o nosso sonho. O primeiro passo foi dado em abril de 2013, quando iniciamos o nosso projeto Extremos da América do Sul e  fomos até Machu Picchu, cruzando os estados do Mato Grosso, Rondônia e Acre, todos  inseridos na Amazônia Brasileira. Nesta mesma expedição, também conhecemos uma parte da Amazônia Peruana que se forma do lado oriental da Cordilheira dos Andes onde a 5.600 metros de altitude, no Rio Apumirac-Peru, nasce o grandioso Rio Amazonas. Quando decidimos em 2017, fazer uma expedição pelo norte do Brasil, indo até a tríplice fronteira, BrasilxVenezuelaxGuiana, a nossa expectativa era que ao final dessa expedição, tivéssemos conhecido os nove estados brasileiros que fazem parte da Amazônia Legal. Como o nosso objetivo não era só explorar a parte seca da floresta, resolvemos que também iríamos nos aventurar pelo Rio Amazonas, navegar pelas suas águas e conhecer um pouco da sua história. Esse gigante que corta todo o norte da América do Sul e passa pelo centro da floresta amazônica,  já disputou por muito tempo com o Rio Nilo o título de maior do mundo. Só em junho de 2007, usando meios tecnológicos mais avançados, isso pode ser cientificamente comprovado através de estudos que apontaram uma extensão de 6.992,6 km para o Rio Amazonas, enquanto que o Nilo tem 6.852,15 quilômetros. Portanto, o Amazonas é 140 km maior que o Nilo e, por conseguinte, o maior do mundo em extensão e em volume d'Água. A origem do nome Amazonas segundo alguns historiadores, está ligado aos exploradores espanhóis que ávidos por riquezas minerais, como ouro e prata, fizeram várias incursões rio abaixo em busca dessas riquezas. Numa expedição de 1535 o navegador Francisco de Orellana, se deparou com índias guerreiras que atacaram a sua embarcação. Este episódio ajudou a reacender a lenda das mulheres guerreiras, as amazonas da clássica mitologia grega. Foi em alusão a essas índias guerreiras que o espanhol Orellana, batizou o rio que antes já  havia sido chamado de Canela, Rio Grande e Mar Dulce de Rio Amazonas. O nome Canela também tinha sido dado pelo navegador Orellana, que em uma de suas incursões pelo rio,  julgava ter encontrado em suas margens árvores Caneleiras das quais se obtém o pó de canela, uma das especiarias mais importantes e desejadas na Europa da época. Depois constatou-se ser um engano do navegador pois a espécie não é nativa da América do Sul e só poderia ser encontrada no Oriente. Na nossa expedição pelo Rio Amazonas, o plano inicial era a partir de Manaus, navegar  até Santarém, depois avançar até Macapá e por último desembarcar em Belém. Como houve a necessidade de anteciparmos o nosso retorno a Fortaleza, tivemos que rever a nossa programação e decidimos que iríamos de barco só até Santarém e dali seguiríamos de carro para Belém, excluindo do nosso roteiro inicial a cidade de Macapá. Tudo decidido,  no domingo a tarde 29/10/17 fomos até o Porto de Manaus para finalizar a compra da nossa passagem e o transporte do nosso carro no Navio São Bartolomeu III, cujas tratativas iniciais já haviam sido feitas através do nosso amigo Junior Lima, que reside em Manaus com o representante da empresa proprietária do navio. Conversamos com a Nilkiane, gerente do barco, fizemos o pagamento e acertamos os detalhes finais da nossa viagem. Escolhemos ficar em uma suíte no segundo andar com cama de casal, banheiro privativo, TV e frigobar, que iríamos ocupar por trinta horas, tempo inicialmente  previsto para percorrermos os 740 km rio abaixo, de Manaus até Santarém. Pagamos pela suíte mais o transporte do carro o valor de R$ 1.500,00. 

Comentários recentes

06.04 | 14:19

Brigado Luiz. Dedicamos esta conquista a vocês!
Grande Abraço!

...
06.04 | 11:20

Olá, pai e mãe. Muito orgulhoso pela aventura de vocês! Um grande abraço! Parabéns!

...
24.02 | 14:51

Brigado ao grande amigo e Monteverdeano Alvaro pelos seus comentários!
Mario & Carmen.

...
19.02 | 17:32

É contagiante mergulhar na narrativa e sentir a emoção de fazer parte dela... Parabéns amigos pelo desafio vencido... Desafio possível somente aos cortes...

...